O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, reforçou a importância da adesão das universidades à Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii).

Integrante do Programa Inova Empresa, a Embrapii é uma parceria entre o governo e a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e será estruturada como organização social (OS).

Conforme explicou Raupp, a Embrapii será implementada a partir de infraestruturas já existentes em universidades, incubadoras tecnológicas, institutos de pesquisa e organizações sem fins lucrativos voltadas a pesquisa e desenvolvimento (P&D) para tornar mais ágil a aplicação dos recursos.

A empresa selecionará, credenciará e qualificará projetos para a formação de pólos de inovação associados a empresas.

Caberá à organização o papel de intermediadora nesse arranjo colaborativo, fazendo com que as iniciativas e as capacitações desses núcleos cheguem ao conhecimento dos empresários e que esses possam tirar proveito desse potencial.

"Pedimos a ajuda e a mobilização das universidades e instituições de pesquisa tecnológica para que dividam com a gente seu conhecimento, a fim de que possamos implementar de fato todo esse esforço de planejamento.

"Agora é a hora de fazer. Queremos que a Embrapii faça pela inovação e tecnologia o mesmo que a Embrapa [Empresa Brasileira de Pesquisa
Agropecuária] fez para o agronegócio no Brasil, embora vivamos hoje num outro cenário," disse Raupp.

O ministro afirmou que é a primeira vez na história que o eixo ciência, tecnologia e inovação aparece no plano estratégico de desenvolvimento do governo.

"É um patamar de investimentos nunca visto antes para o setor, com o governo disposto a correr riscos nessa área junto com as empresas, além de fortalecer e apoiar a relação das instituições de pesquisa com elas," afirmou.

http://www.ipt.br/embrapii

Com informações do MCTI – 25/04/2013