A esta altura, é bem provável que você esteja acompanhando os desdobramentos do caso Wikileaks, certo? Mas você sabia que existe um serviço semelhante especificamente para o caso corporativo? Trata-se do Glassdoor.com, onde funcionários de empresas podem publicar informações anonimamente sobre as condições de trabalho, salários e outros dados que costumam ser mantidos em sigilo. Para ter acesso a esse conteúdo, é simples: basta se cadastrar gratuitamente, selecionar o nome da empresa e região que pretende pesquisar e aguardar pelos documentos. A maioria aborda os fatores positivos e negativos de estarem ali, como é o ambiente de trabalho, as chances de serem promovidos por ali e se acham justas suas remunerações.

Para experimentar o serviço, resolvi pesquisar sobre o que já foi publicado sobre três grandes corporações digitais, e o resultado foi um tanto interessante. Entre Google, Apple e o Facebook, a rede social é quem parece sair na frente no nível de satisfação de seus funcionários. Analisando os primeiros documentos que aparecem, é possível compreender o por quê de um ambiente tão agradável: estar lado a lado com funcionários de primeira, divertido, ter mobilidade e até os snacks que são oferecidos gratuitamente são os mais citados. Porém, as reclamações em torno do salário são as mais frequentes quanto aos pontos negativos.

Já a Apple apresenta um grande número de reclamações quanto ao crescimento profissional, ou seja, pelo visto, é difícil conseguir uma promoção ou subir de cargo por ali. Em contrapartida, há muitos funcionários elogiando os benefícios que recebem e o relacionamento com a equipe.

No caso do Google, a empresa possui uma série de avaliações negativas em relação as longas jornadas de trabalho e também a dificuldade de serem promovidos. Em compensação, muitos ex-funcionários elogiam a experiência que adquiriram ali e parecem serem gratos pelas portas que ter trabalhado ali pode abrir.

Fonte ResultsON