Não serão lançados antes do mês que vem os oito fundos setoriais que o Ministério da Cultura criará neste ano, atendendo a áreas como música, artes visuais e audiovisual. Entre os principais entraves está o contingenciamento de 50% do orçamento da pasta, já que, sem a liberação desses recursos, não será possível anunciar os cerca de R$ 300 milhões para a empreitada. O fundo das artes cênicas deve receber em torno de R$ 80 milhões.

Valor Econômico, em 23/7/2010