Estados Unidos e Índia são os dois países que mais acessam artigos brasileiros por meio de acesso livre. Resultado da parceria entre a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), no âmbito do Portal de Periódicos, e a editora holandesa Elsevier, que possibilita a consulta livre, em todo o mundo, dos artigos científicos escritos por pesquisadores brasileiros em periódicos da editora.

Em uma análise dos registros durante o mês de abril, do total de 94 downloads de artigos brasileiros, feitos por 32 países, 24% foram realizados pelos Estados Unidos (EUA) e 19% pela Índia. Em seguida, estão China (10%), Afeganistão (5%) e México (4%). As informações são da editora Elsevier. Veja mais detalhes no gráfico abaixo.

grafico

Desde janeiro, quando um autor submete um manuscrito para publicação em um periódico da editora, ele tem a opção de escolher se o artigo pode ou não ter seu acesso liberado. Para isso, é necessário que ele esteja afiliado a uma instituição de ensino e pesquisa brasileira e que tenha seu trabalho financiado com verbas públicas. A Capes é a responsável por indicar quais artigos ficarão disponíveis para consulta. A liberação acontece após um período, que varia conforme a área do conhecimento da pesquisa publicada.

A parceria busca aumentar ainda mais a visibilidade da produção científica brasileira, já que os artigos ficam disponíveis inclusive para pesquisadores e instituições que não têm acesso ao Portal de Periódicos.

Elsevier
A Elsevier é uma das mais antigas editoras do mundo, líder global em publicações de saúde, ciência e tecnologia. Com sede em Amsterdam, na Holanda, a editora possui mais de sete mil funcionários em 77 escritórios de 24 países, atendendo a uma comunidade de 30 milhões de cientistas, estudantes e profissionais de informação e saúde em todo o mundo.

Ao todo, a Elsevier publica mais de dois mil periódicos e 1.900 novos livros por ano, além de oferecer produtos eletrônicos inovadores, como o ScienceDirect, o Scopus e o MD Consult, entre outros.

Para mais informações, visite o site.

do CAPES